Obamania

Obamania

Obama é o novo presidente dos Estados Unidos. Depois de ter vencido as eleições em Novembro de 2008, finalmente chegou a hora da tão esperada, e aclamada, “Mudança”. Assim, no passado dia 20, Barack Hussein Obama II tornou-se no quadragésimo quarto presidente dos Estados Unidos da América.

Já sei que venho um bocado tarde, e que até hoje, já muita tinta já foi gasta, e muita teclas foram pressionadas, e assim, muitos artigos, críticas, comentários e afins, sobre o tema, foram criados. Mas, como todas as obsessões, nunca é demais, e assim, como não poderia deixar de ser, também eu tive que escrever algo sobre o novo “Deus“.

Julgo que nunca na história recente do mundo, a Humanidade depositou tanta confiança, e esperança, numa só pessoa. O Mundo todo agora espera pelas promessas de Obama, que sem fazer nada, já entrou para a história mundial, não só por ser o primeiro presidente negro da América, mas também pelo impacto mundial da Obamania.

O Mundo inteiro está atento à Casa Branca, e apercebendo-se disso, uma das primeiras medidas inovadoras do novo presidente foi a de ligar a Casa Branca ao Mundo, através das suas mensagens semanais difundidas via Internet.

A terra do Tio Sam, da Liberdade, do sonho americano, e de toda a crap que vendem ai pelo mundo fora parece estar a querer mudar! Agora resta esperar, para ver o que ai vem…

mais info: Weekly Video Address, Obama diary: The first 100 days, Barack Obama, barackobama.com, Obamania.

Amnistia Internacional

logo_horizontal

A Declaração Universal dos Direitos do Homem, adoptada pelas Nações Unidas, a 10 de Dezembro de 1948, está a caminho do seu sexagésimo aniversário, e a Amnistia Internacional, como embaixador-máximo da dita declaração, aproveita a ocasião para lançar campanhas um pouco por todo o Mundo. Campanhas, que não só, marquem a data, como também façam as pessoas participar e relembrar-se de tão importante documento.

A campanha aqui lançada, tem o lema de “Escrever uma carta, Salvar uma vida“, e tem como objectivo dar voz aos milhares e milhares de Homens (homens e mulhers) que não têm, nem podem, exercer a sua voz, na luta por um mundo melhor…