O fim de Guantanamo

close_guantanamo

A primeira grande medida, com impacte internacional, de Barack Obama, logo no seu segundo dia de presidência, foi a de mandar encerrar a prisão de Guantanamo, em Cuba.

A prisão que durante os últimos anos foi a bandeira mais negra da campanha anti-terror de George W. Bush, e uma enorme mancha na sua “lenga-lenga” da Liberdade Mundial já tinha os seus dias contados, depois de ter sido um dos pontos chave da campanha de Obama. Agora, vai finalmente fechar, tal como, todos os centros de detenção da CIA no estrangeiro.

O Mundo não esquecerá Guantanamo, nem as atrocidades americanas na sua suposta “guerra pela paz”, mas, agora teremos que tentar remediar esses actos, passo a passo, e virar a página, para bem da Humanidade… E há uns dias, foi dado um pequeno passo.

Anúncios

Top Secret

Spy vs Spy

College professor spied for Cuba

Em Miami, nos Estados Unidos, marido e mulher, foram condenados, a seis e a três anos de prisão, respectivamente, depois de terem admitido serem espiões ao serviço do regime de Fidel Castro. O casal era acusado de passar informações bastante sensíveis, tais como, o dia-a-dia dos seus vizinhos, e conterrâneos cubanos, directamente para os serviços secretos de Fidel. Parece, que Fidel Castro, e o seu mortífero regime, ficaram a saber, que durante aos domingos, e durante os jogos da Major League Baseball, os cubanos ajuntavam-se todos, para fazer um barbecue.